guia prático para uma compra consciente

É muito louco como a gente vai ficando mais velha experiente na vida e vai tendo mais respeito pelo nosso dinheiro. Pensa duas, três, quatro vezes com o que gastar, quando gastar, como gastar. Junta, investe, refaz as contas pra ver se pode comprar algo que quer muito ou se dá pra esperar mais um pouquinho - ou se de fato você realmente precisa daquilo naquele momento.

Desde que comecei a entender que meu dinheiro trabalhava pra mim e não o contrário, tenho utilizados algumas maneiras de gastar com mais consciência. Pra isso procurei vídeos, cursos e formas de economizar na hora das compras. Com a quarentena (lembrando, se puder, #FicaEmCasa) e aumento de alguns gastos, isso ficou mais evidente e necessário e, pensando nisso, resolvi deixar algumas dicas do que costumo fazer na hora de comprar algo.

Pensar e repensar

Jovem mulher dos desenhos animados está pensando. | Vetor Premium
Eu sempre converso comigo mesma sobre o que quero comprar e a forma que pretendo gastar meu dinheiro. Preciso disso agora? Como vai acrescentar minha vida nesse momento? O quanto vou usar?  Por exemplo, se quero muito comprar uma peça de roupa, penso no quanto ela será útil no momento, se vou utilizá-la bastante (ainda mais se estiver em quarentena), se vai ficar encostada, se tenho outras peças de roupa pra combinar com ela. As respostas destas perguntas acabam me direcionando pra viabilidade da compra: se quero, se devo, se posso ou se é só um impulso.

Destinar meu dinheiro
Desde que organizei meu dinheiro organizando o quanto eu poderia gastar para gastos aleatórios e já separando os gastos fixos, consegui entender melhor pra onde o dinheiro ía. Isso valia tanto no quanto eu teria disponível no cartão de crédito, no quanto eu teria disponível pra entretenimento ou pra algum gasto aleatório. Essa reserve ajuda muito na hora das compras, evitando um futuro endividamento e bola de neve.

Compras online
Desde que o dinheiro ficou um pouco mais apertado aprendi a comprar online e acabei pegando gosto. Primeiro, porque financeiramente compensa mais e os produtos são realmente mais baratos do que comprar in loco. Segundo, você tem muito mais opções para garimpar numa enorme disponibilidade de lojas. Com o tempo, fui criando algumas estratégias para efetuar minhas compras:

Confiabilidade
Buscar pelo selo Ebit nos sites pode te ajudar a ter mais confiança nas compras. O Ebit,  analisa os pontos positivos e negativos de cada e-commerce, medindo sua reputação conforme certificados de medalhas Ouro, Prata, Bronze ou Em avaliação.




Cashback
Há uns dois anos atrás, os cashbacks surgiram como alternativa de ter dinheiro na volta ao efetuar suas compras. Funciona de duas formas: ou você ganha uma porcentagem de dinheiro de volta e transfere pra sua conta bancária direto ou você ganha uma porcentagem de dinheiro de volta que pode usar para compras na mesma loja. As duas formas funcionam pra mim e é uma ótima economia pra quem compra muito online.

Cupons de Desconto
Se tem uma coisa que eu amo e meu bolso sempre agradece são os cupons de descontos! Os e-commerces usam dessa estratégia principalmente pra fidelizar o cliente a comprar com eles uma vez e continuar comprando. Mas como achar esses cupons? Diversos sites ajudam a encontrar, mas o que mais uso é o Cupom Válido.


Lá você encontra uma boa gama de e-commerces parceiros - de supermercados a lojas de maquiagem - com cupons válidos em diversos segmentos: beleza, leitura, calçados, viagens e até desconto para Natura. E não se assuste, porque ao clicar para ver o cupom, abre uma nova página com as letrinhas da economia prontas para serem usadas por você:


Beijas e ótimas compras conscientes!