13 reasons why

Se a série tá sendo falada demais eu já quero assistir pra saber de qualé. Independente se estão falando bem ou mal, tenho me acostumado a assistir pra construir uma opinião minha, do que aquilo representa pra mim. Foi assim com Stranger Things, How I Met Your Mother, The OA, 3% e, agora, com 13 Reasons Why.


Quando lançou, li algumas coisas sobre e fiquei meio apreensiva em assistir (inclusive, o trailer já mostra que a história é meio tensa e densa). Não curto muito séries com histórias pesadas ou que me deixem, de alguma forma, desconfortável. Mas aí resolvi assistir um episódio. E fiquei um pouco em choque, pensativa, tentando entender, tentando relembrar coisas que fiz, falei, pensei.

Segundo a Netflix: "Baseada na série de livros campeões de vendas de Jay Asher, a série (...) acompanha a história de Clay Jensen (Dylan Minnette), um jovem que ao retornar da escola encontra uma caixa misteriosa endereçada a ele em sua varanda. Dentro dela, há fitas gravadas por Hannah Baker - a colega de classe de quem ele gostava e que cometeu suicídio duas semanas antes. Nas fitas, Hannah explica as 13 razões para ter decidido acabar com a própria vida (...)".

A cada episódio uma razão é mostrada. E a cada episódio rola uma dúvida se continuo assistindo ou não. É uma série forte. É uma série que te dá tapas na cara com metáforas e de forma sutil, Que te faz pensar em todas as pessoas que passaram pela sua vida. Todas as coisas que você podia ter falado, feito, pensado. Te faz pensar de que lado você está. Te faz pensar em como quem você é pode influenciar a vida de uma pessoa.

A cada episódio, Hannah se abre mais. Fala o que pensou, o que sentiu e como aquilo auxiliou em sua decisão final. Mostra o quanto tentou, o quanto mostrou precisar de ajuda (direta e indiretamente), o quanto quis viver. Mostrou também como as pessoas podem ser más e ruins sem perceberem, seja numa atitude clara ou na omissão do que vê/escuta/sabe.

É uma série sutil. Uma série forte, mas que todos deveriam assistir pelo bem que ainda podemos fazer ao próximo.