Fui Morar Sozinha: Coisas Que Aprendi

Às vezes me pego rindo quando lembro da convivência diária com mamis. Certas coisas e situações a gente aprende só na marra mesmo. A gente dá valor só quando é nosso cantinho.

Nesse tempo longe da asa de mamis aprendi muito. E principalmente o cotidiano de uma dona de casa, porque também fui isso. Fiz minha comida, lavei minha roupa, fiz compras e limpei minha casa. Tão gente grande eu. :p

Acaba que isso ajuda a encontrar respostas de frases e perguntas que sempre fizemos e falamos pra nossas mães/pais/avós/avôs/quem te criou, te deu bronca e te fazia estender a toalha e entender o significado de frases, como: "Por que?", "Depois eu faço isso.", "Não sei pra quê arrumar a cama se a noite vou bagunçar de novo", "Esqueci...(o que quer que seja!)". Enfim, são coisas e besteirinhas que a gente aprende com o tempo e dá risada de entender a razão disso tudo.

Rindo e pensando nisso, listei coisinhas que mais aprendi morando sozinha:
1. O filtro não enche sozinho. 
Não tem coisa pior que estar doida pra tomar um copo de água e ver que esqueceu de encher o filtro. Agora aprendi (fazia algumas garrafas de reserva caso eu esqueça) e entendo o porquê da minha mãe ficar tão possessa quando eu acabava com a água e não enchia o filtro.
2. A toalha não seca sozinha.
Nada pior que ter que se enxugar com uma toalha molhada porque esqueceu de pendurá-la. Isso também me lembra da famosa "Não deixe a toalha na cama". Sentar onde a toalha estava ou ter q dormir com o edredom úmido porque esqueceu - oi, preguiça - a toalha lá na cama, no cantinho que você dorme, não é legal.
3. O papel higiênico acaba.
Dispensa algum comentário.

4. A comida estraga
A geladeira não é milagrosa. Lá também estraga comida. Muita comida. Custei, mas depois de um tempo consegui me controlar, mas já perdi muita coisa por não ter noção de qual quantidade comprar e ficar sem outras coisas pelo mesmo motivo.
5. Planilhas!
Gente, virei a louca das planilhas. Fiz uma que tinha a data de validade de toda comida não perecível da casa - morro de medo de comer coisa vencida. Fiz uma com o que estava acabando e o que tinha que comprar - daí eu comprava e riscava. E tenho a minha velha de guerra - que agora tá sendo mais usada de verdade - com as despesas mensais.

5. A memória melhora, de repente.
Quando tem alguém pra te salvar, é muito mais fácil ser esquecido. Mas quando não tem, gente, você é obrigado a ter um lembrol ou qualquer outra coisa, porque começa a ficar chato. 
  • Não dá pra esquecer a toalha mais, afinal quem vai pegar pra você?
  • Não dá pra esquecer de encher o filtro, como dito anteriormente.
  • Não dá pra esquecer de pagar contas, o síndico briga, você fica com carão, você fica sem internet.
  • Não dá pra esquecer de comprar comida de gente grande, senão você passa fome.
6. Gremlin 1, a roupa.
Ela não vai pro cesto de roupa suja sozinha. Ela não se lava sozinha. Ela não se passa sozinha. Mas chega uma hora que o cesto fica cheio e/ou você fica sem roupa. Saber se programar pra lavar, passar e guardar é algo essencial.
7. Gremlin 2, a louça
Ela não vai pra pia sozinha. Ela não se lava sozinha. Mas ela brota. Quanto mais se tem, mais se suja.
8. Manter a organização.
Olha, foi um desafio. Sou a pessoa mais desorganizada do mundo. Extremamente bagunceira. Então, tentei deixar o ambiente um tanto quanto ajeitado pra não passar vergonha caso recebesse visita de última hora. (Minha mãe sempre mostrava meu quarto bagunçado pra quem chegasse. Acho que era pra me fazer passar vergonha - coisa que não funcionava na época -, mas agora entendo o objetivo)

9. Saber fazer compras.
No primeiro mês gastei uns 500,00. Mas estoquei algumas coisas e comprei outras que eu precisava. Foi uma baita compra. Na segunda, gastei 120,00, apenas reabasteci e na última, gastei 62,00. Próximo passo é viver de luz hahahaha. A questão não é o valor em si, mas o aprender a comprar. Saber o que é necessário, o que não precisa ser comprado no momento, o que pode esperar acabar pra comprar novamente e o que não vale a pena comprar. Além disso, tive ajuda de um aplicativo (vou contar depois!) que salvou MUITO ao fazer compras pra casa.
10. Valorizar.
É clichê isso, mas é a verdade. Aprendi muito e sou grata a tudo que mamis fez por mim. Não é fácil ser dona de casa (e estudar ainda!) e mantê-la agradável. E olha que era só eu e Brigitte. Imagino quem cuida de uma família! Ter uma toalha fofa, ter uma comida quentinha e saudável na mesa, ter uma casa aconchegante e cheirosa. Valorize isso!
Beijas!