Roupinhas para bebês

Poucas coisas devem ser tão gostosas e causar tanta ansiedade quando esperar um bebê. Eu imagino, porque serei padrinho de uma menininha em abril e já planejei talvez os 30 primeiros anos da vida dela. Isis ainda nem chegou e já está dando o maior trabalho - não que eu não esteja adorando.
Desde que recebi, há alguns meses, esse maravilhoso convite, para batizar a filha de primos tão queridos, venho fazendo planos e compras pro enxoval da menina mais chata e perua que o mundo vai conhecer. Logo que soube, fui à primeira loja de bebês que encontrei aberta e já comprei algumas roupinhas, coisas simples, só pra tornar aquilo real - e ver como seria quando a ficha caísse. Nessa oportunidade, no entanto, já pude perceber o quanto podem ser (e são, muitas vezes) caros os produtos destinados a bebês.


Já tenho uma afilhada grande (que vai fazer 18 anos), mas eu ainda era uma criança (eu juro!) quando ela nasceu. Embora me lembre bem da alegria e da empolgação (bem como da cerimônia religiosa quase completa), é diferente viver essa mesma experiência quase 18 anos depois, agora com a noção e as possibilidades de um adulto. E o que adultos fazem de melhor nesses momentos? Isso mesmo: compras! Por isso, vim contar um pouco pra vocês de uma feliz descoberta que fiz nesses últimos tempos, os sites da China.
Há uns dois anos ou mais, eu compro produtos eletrônicos, acessórios e pequenas peças de roupa diretamente de lojas chinesas. Comecei com o DealExtreme, passei por outros menores e me apaixonei pelo AliExpress. Tive alguns problemas com roupas no começo. Os tamanhos nunca correspondiam, parece que os chineses são levemente menores que nós. Mas eu já esperava por algo assim, então comecei com peças bem baratas e de diferentes tamanhos, para testar mesmo. O único problema realmente relevante que já tive foi quando pedi cuecas brancas e, por algum motivo que eu não sei explicar até hoje, elas vieram de outra cor.
Quando soube que Isis estava a caminho, decidi testar os produtos de bebês desses sites. Comecei com termômetro de banho, laços de fita, ursinhos de pelúcia... tudo chegou (na verdade, algumas coisas ainda estão chegando) direitinho, alguns mais rápido, outros nem tanto, mas sempre exatamente como previsto na descrição. Passei para as roupas repetindo a estratégia: tamanhos diferentes, fornecedores diferentes e nada muito caro, para testar a qualidade e a entrega dos produtos. E o resultado foi o melhor possível.
Hoje, fotografei algumas das coisas que recebi e quero dividir com todas as mães, pais, tios, tias, padrinhos e madrinhas (ainda que em potencial), porque sei que dicas como essa são preciosas e devem ser compartilhadas o mais rápido possível - principalmente porque esses produtos demoram (às vezes, 90 dias) pra chegar.
Minha mãe viu esse vestido numa loja virtual brasileira - cujo nome vou preservar - e me encaminhou o link pedindo que comprasse no meu cartão. Nessa loja, ele custava R$69,90, mas, graças a uma ~super liquidação~ e por serem as últimas peças, estava saindo por R$39,90 cada. Vi as fotos do site e, por curiosidade, pesquisei num site chinês. Por sorte, não foi preciso mais de cinco minutos de busca. Até as fotos eram as mesmas. O site brasileiro copiou as imagens do site chinês, encomendou os vestidos (por atacado, com certeza) e pôs o preço (R$69,90 quando eram novidade, R$39,90 quando ponta de estoque). A unidade (ou seja, no varejo), saiu por U$4,48 (algo, hoje, em torno de R$11,82).


Esse macacão é, certamente, uma das coisas mais lindas que comprei. É um dos exemplos de problemas com tamanho. Na verdade, nem tanto. Comprei, se não me engano, para crianças de 7 meses. Só que gostei tanto que queria que ele fosse menor, pra ela já nascer usando. Não quero ter que esperar. O tecido é muito bom, macio e confortável. Os suspensórios são removíveis e esse coelhinho na frente é um charme. Custou U$6,90 (R$18,21).


Mostrei essa calça pra uma amiga e ela disse "nossa, parece roupa de criança rica!"... E parece mesmo. É uma calça floral, de um tecido fresquinho, com acabamento em fita e uma pedrinha fechando o laço. Também custou U$6,90 (R$18,21).


Esse é o meu vestido predileto. Fiquei dois dias olhando pra ele, completamente apaixonado. É quase o mais barato de todos, custou apenas U$4,99 (R$13,17), mas é imbatível no quesito delicadeza. As listras lembram a marinha, tem alças diferentes, compostas por laços, e uma saia de tutu. Havia opções de cores e eu escolhi a branca por achar que qualquer outra seria colorida demais. Já me arrependi, quero uma de cada agora.


Essas calças custaram U$2,83 (R$7,47) e são para o bebê ainda de fralda. Cada modelo tem uma estampa diferente nas pernas e no bumbum. O tecido é bem macio, típico das roupinhas de bebê.


Essas meias custaram U$0,78 (R$2,06). São antiderrapantes, são macias, têm de todas as cores, são lindas de morrer.... e custaram DOIS REAIS! Vou comprar mais uma dúzia.


Esse vestido tem o acabamento perfeito. É todo de uma malha grossa, bem quentinha e macia. Por ser um vestido, é aberto e ventilado, aumentando as possibilidades de uso durante o ano. A renda é delicada e muito bem feita, em volta da saia e dos ombros. A costura é perfeita. Como o material é bom, esse vestido deve sobreviver aos primeiros meses e eu espero que vire uma blusa em seguida. Custou U$5,65 (14,91).


Por último, deixei esse gorro de U$1,99 (R$5,25). Como eu disse, todas as fotos são minhas, dos meus produtos, para que vocês tenham uma noção ainda mais exata e perfeita da qualidade das roupinhas. Mas me lembro da foto do anunciante, com um bebê usando esse gorrinho e as orelhinhas de pé... Não vejo a hora de ver a minha afilhada assim.


Espero que as dicas tenham sido úteis. Comprei e continuo comprando algumas outras coisas nesses sites, posso dar dicas e links a quem se interessar. 


Boa sorte com suas compras e seus bebês. =)