Procura-se

Passamos a vida toda procurando. Procuramos por uma zona de conforto; procuramos pessoas que nos acrescentem; procuramos um bom emprego; procuramos um conforto financeiro; procuramos conhecimento; procuramos lazer.

Esta procura é que move o ser humano a querer sempre mais. Ninguém nunca está satisfeito e completo e essa é a graça de viver: a busca constante do novo e do frio na barriga do desconhecido. 

Mas é complicado aceitar a mudança. É assustador sair de algo que há tanto tempo procuramos para arriscar novamente, se aventurar ou simplesmente desacostumar.

Porém, a vida prega suas peças e nem sempre isso depende exclusivamente de você. Algumas vezes nos vemos em situações em que somos obrigados a mudar, desapegar, sair da zona de conforto. Dói, mas pra você continuar com sua essência é PRECISO seguir em frente.

Claro, existe a facilidade de relevar. Mas tudo e todos tem o seu limite. E relevar o que você sente, o que você pensa e seus valores, muitas vezes, é constrangedor e frustrante. Uma hora você vai engasgar e vai se ver numa situação muito pior e dolorosa. É sábio reconhecermos nossas limitações e, principalmente, nosso coração. A coragem de dizer um NÃO; a coragem de sair de um relacionamento instável; a coragem de fazer uma viagem sozinha; a coragem de largar sua profissão e ir vender bijuteria na praia, seja o que for, vem de dentro. Muitas vezes não é algo completamente racional. É algo a ser trabalhado internamente, pois tudo isso você precisa acreditar, ter um diálogo interno e aceitá-lo. E aí as coisas acontecem.

Ao abrir espaço na sua vida, você passa a procurar novamente. E nessa procura você se reconhece. Surgem novas pessoas, novas ideias, lugares que nunca imaginou ir e conversas que nunca imaginou ter. E isso apenas te acrescenta, te revigora, te dá uma injeção de ânimo. E você percebe o quão somos pequenos e o quanto ainda temos para viver e conhecer para ter medo do futuro sem aquilo que costumamos conviver/ter.

Pode ser que a viagem não tenha sido boa sozinha, que o emprego novo que resolveu aceitar não era tudo aquilo que queria, mas a sensação de frio na barriga e de ter tido coragem - e experiências novas - para arriscar, isso ninguém vai tirar de você. Tudo na vida é bagagem e estamos aqui com o único objetivo de sermos felizes. O importante é não desistir e sempre ter no coração a vontade de procurar, pois as coisas só acontecem quando levantamos do lugar.